150 autores de 370 inscritos foram selecionados para publicar seus contos na Coletânea CONTO MINIMALISTA 2020!

PARABÉNS A TODOS!

Caros autores com contos selecionados, leiam o edital abaixo e entre em contato: cn.novos escritores@gmail.com

 

Não deixem de conferir quais contos foram selecionados!

PRIMEIROS COLOCADOS

1º Colocação, Daniel Rodrigues de Agrela (Daniel Agrela). São Paulo/SP. “Fim”.

2º Colocação,Tauã Lima Verdan Rangel. Mimoso do Sul/ES. “Mãe penitente".

3º Colocação, Tarik Matheus Ananko Ribeiro. Sengés/PR. “Ônibus”.

 

SELEÇÃO

por ordem alfabética 

Abilio Mendes de Almeida. Jequié/BA. “Catarse”.

Adriano Figueiredo Monte Alegre. Salvador/BA. “O despertador” – “Mínimo habitat”.

Agda Neves de Almeida (A. Neves). Divinópolis/MG. “Memórias Instantâneas” – “Off-line” – “Amar-se” – “Estações” – “Ciclo” – “Efeito colateral”.

Alesandro Corrêa. Carmo do Cajuru/MG. “À Posologia”.

Alexandre Rubenich. SEM ENDEREÇO. “Olhar” – “Prisioneiro” – “Cara-metade” – “Horizonte” – “Ontem” – “Abismo”.

Aléxia Liz Narok Stevan (Allyss). Ponta Grossa/PR. “Sonhos e Sinais” – “Número um”.

Andrey Fensterseifer. Porto Belo/SC. “Mil contos de contar”.

Angelita Marchi (Anjoelita). Astolfo Dutra/MG. “Fogo” – “Amor-papel” – “Era uma casa, não era um lar” – “Amor sem encontro” – “Fim” – “Amor indigesto”.

Anilton Candido Trancoso. Cariacica/ES. “Nas veredas do Sertão” – “Conforme a Dança” – “Dedicatória” – “Esperteza” – “Com licença poética” – “Disse o campônio a sua amada”.

Arnaldo Toni Sousa das Chagas (Arnaldo Toni). Santa Maria/RS. “Passatempo” – “Sabonetada” – “Alcoólicos anônimos” – “Opressão” – “Deu-se conta” – “Ela e eu” – “Alcoólicos anônimos” – “Dedução”.

Blanca Flor Demenjour Munoz Mejia. Campo Grande/MS. “Gozo caótico” – “Isolado coração apertado” – “Rockers isolados na ilha da música” – “Lirismos dos quatro meses” – “Ofegantes incertezas” – “Profissão cadente, fake news vigente”.

Bruno Amoroso Miquelino (Bruno Miquelino). Barueri/SP. “Vão entre o trem e a realidade”.

Bruno Viegas. Florianópolis/SC. “Infância” – “Esgoto”.

Camila Corrêa da Costa Sousa. São Paulo/SP. “Sussurro”.

Camila de Souza Araújo Moraes. Goiânia/GO. “A profissão” – “A amizade” – “O cansaço” – “A letra” – “A pandemia".

Carolina Castro da Justa. Salvador/BA. “Corpografia” – “Célebre desocupação” – “Aluna” – “Estresse” – “Vinte e um de dezembro” – “RCP”.

Caroline Arenhart de BastianI. Foz do Iguaçu/PR. “Parou?”.

Cezar Augusto de Campos. Araruama/RJ. “Noite de núpcias”.

Charles Ribeiro de Sousa. Goiânia/GO. “Sem título”.

Cristiane Rocha Silva. Matinhos/PR. “Coragem” – “Jangada” – “Abuelitas” – “Relacionamento” – “Contradições”.

Daniel Gomes Rodrigues. Salvador/BA. “Antes de mim”.

Daniel Rodrigues de Agrela (Daniel Agrela). São Paulo/SP. “Fim”.

Danielle de Araujo Lima (Danielle Lima). Rio de Janeiro/RJ. “Ela”.

Débora Motta. Herval D´Oeste/SC. “Fome” – “Fragilidade onipresente” – “Tempo” – “Estrategista” – “Curadoria” – “Home office”.

Déborah Milech da Silva. Pelotas/RS. “Lembranças”.

Dênio Oliveira Reis. Uberlândia/MG. “O espelho” – “Incompatibilidade” – “Transferência” – “Azar do Sapo” – “Inexistência” – “Insônia”.

Edmar Borges Ribeiro Júnior (Edmar Júnior). Barbacena/MG. “Blasfêmia” – “As orações da noite passada” – “Remetente” – “Consciência” – “Sem título”.

Edinaldo Abreu da Costa. Fortaleza/CE. “Desorientado” – “Caindo em si” – “Duelo narcísico” – “Interior” – “O morto-morto”.

Ednaldo Rodrigues da Silva Lourenço (Ednaldo Rodrigues). Blumenau/SC. “Relato” – “Um certo preconceito”.

Eduardo Flávio Jacob. Araxá/MG. “Criado mudo” – “Causou” – “Vida dura” – “Umbigo” – “Sucesso” – “Tomba lata”.

Frâncel dos Santos Marzork de Freitas. Guiricema/MG. “O fraco” – “O banheiro”.

Francielle Manini. Canoas/RS. “Fadigar”.

Frederico José Gonzalez. São Paulo/SP. “Vampiros gordos sexy” – “Coach”.

Gabriel Meira Pereira (Gabriel Meira). Belém/PA. “Pão nosso de cada dia” – “Fome” – “Surrealismo” – “Círio” – “Paciência” – “Intimidade”.

Gabriel Fernando Perucio. Goiânia/GO. “Meu bigode”.

Garçoni Belmiro de Calais (Garçoni B. Calais). Muriaé/MG. “Lágrimas”.

Iara Pimenta. Belo Horizonte/MG. “Sete mortes e mais uma – Jaz I, II, III, IV, V, VI, VII, VIII”.

Jairo Ajala Mielnik (J. A. Mielnik). Iguatemi/MS. “Silêncio” – “Encontro” – “Memórias” – “Antivírus” – “Poty Porã” – “Peregrinação”.

Jennypher Rodrigues Aguiar. Teófilo Otoni/MG. “Filho pródigo”, “Perder a si mesma”, “Máscaras que mascaram”, “Alma amargurada”, “Esse era o último”, “Janela aberta”.

Jerri Kallebe da Silva. Xanxerê/SC. “Ruas, revolta e revolução” – “A lei de chumbo” – “A criação” – “Vazio” – “Insônia”.

João Carlos Schleder (João Schleder). São Bernardo do Campo/SP. “Maçã” – “Pandemia” – “Máscaras” – “Sina”.

João Victor Santos Bufáiçal (JBufáiçal). Iguatemi/MS. “Estrelas” – “Girassol” – “Permissão” – “Imensidão” – “Limões” – “Devaneios”.

Juliana Gomes Fontes Teixeira. Sem endereço. “Voa” – “Marte” – “Guarda-chuva” – “Marido” – “Solidão” – “Fisionomias”.

Juliana Peres dos Santos (Juliana Peres). Rio de janeiro/RJ. “Pressa” – “Coleção”.

Lázara Lelis Moreira Koury. Teófilo Otoni/MG. “A vulnerabilidade da fala” – “A cor da saudade” – “Certos silêncios gritam” – “O amor sabe a origem dos ecos”.

Leandro Carvalho Braga (Garbo Nael). Resende/RJ. “No jardim”.

Leonardo Araujo Cardeal da Costa. Osasco/SP. “Resistência” – “Horizonte” – “Bom Dia”.

Lidiane Oliveira da Silva (Nani Oliveiras). São Paulo/SP. “Detran A-27” – “Avon” – “Rotina” “Fraude” – “Tortura” – “Ponto final”.

Luciana Ferreira Raymundo (Luciana Fray). Bauru/SP. “Circunvisão” – “A arca” – “O mundo” – “A rua” – “Ermo” – “Nu”.

Luís César Schiavetto. Poços de Caldas/MG. “Ao Sabor do Tempo...” – “Clara em Neve” – “O serial killer aposentado” – “360°” – “O guarda-florestal” – “Os terraplasnistas”.

Manuella da Silva Brasil de Queiroga (Manuella S. B. Queiroga).   São Paulo/SP. “Subliminar” – “Na calada da noite”.

Marcela Ferro Agulhão. Campinas/SP. “Arco-íris” – “Dúvida”.

Marcio Colombo Fenille. Uberlândia/MG. “2020”.

Márcio José da Silva. Florianópolis/SC. “Enquanto isso...”.

Marcos Alexandre Machado (Marcos Pontal). Pontal/SP. “Festa de 100 anos” – “Registrando o filho”.

Marcos Antonio Neto (Bak). Januária/MG. “Armazém”.

Marcos Gabriel Lima Moura. (Marcos Moura). São João de Meriti/RJ. “Abordagem” – “Amigos”.

Marcos Henrique Britto da Silva. Mogi das Cruzes/SP. “Lugarejo” – “Angústia final”.

Marcus Vinícius da Silva. Juiz de Fora/MG. “Caridosa” – “Pelo Mundo”.

Maria Ariane Santos Amaro da Silva (Ariane Amaro). Soledade/PB. “Insentível” – “Saber é poder?” – “O poderoso mês de junho” – “Instagram” – “Amor de criança” – “Cicatriz”.

Maria Carolina Domingos Campos. São José dos Campos/SP. “Eu não sei onde estou”.

Maria Lúcia Narok Stevan (Malu). Ponta Grossa/PR. “Humanos”.

Maria Pego de Araujo Oliveira. Curitiba/PR. “Remos da esperança” – “Luz no horizonte” – “Maré” – “O futuro” – “Bobos dos palcos da vida” – “A música”.

Mário Henrique Brasil. Brasilia/DF. “Cabe” – “Maldição” – “Libra” – “Violência” – “O preço” – “Mudança”.

Mateus Macedo Quintano. Belo Horizonte/MG. “Um Lapso de Segundo”.

Maycon Mateus Alves (Maycon Alves). São Paulo/SP. “Diga que volta” – “Um Tupperware de paciência” – “Especialista” – “Mega da Virada” – “Chuva Fria” – “Retrato em Preto e Branco”.

Mikaela Alves de Souza. Rio de Janeiro/RJ. “Melhor Amigo do Homem” – “Ossos do Ofício” – “Centelha da Vida”.

Mônica Menegatti Pereira (Mônica Menegatti). Aparecida de Goiânia/Goiás. “Swing” – “Fim”.

Murillo Lino. São Paulo/SP. “Ausência” – “Lucidez” – “No bar” – “Capitu” – “Gente feia” – “Rotina”.

Nágila Mesquita Seidenstucker (Nágila Seidenstucker). São Paulo/SP. “Os relógios entraram em greve e roubaram meu casamento”.

Nathalia Duprat Barros. Recife/PE. “O amor”.

Nathan Marcondes Freitas Leite. Delfim Moreira/MG. “O baú” – “Todos e ninguém”.

Neurivan da Silva Sousa. Santa Rita/MA. “Marília” – “Quites”.

Pedro Gabriel De Queiroz Carvalho Santos De Gusmão (Pedro Gusmão). Maceió/AL. “O silêncio” – “Acaso” – “Por amor” – “Amanhecer” – “A ilha” – “Aflição”.

Pedro Henrique Gonçalves da Silva. Paulínia/SP. “Panela de pressão”.

Phillipe Tadao Sakai (Phillipe Sakai). Curitiba/PR. “Sobre a superioridade humana” – “O que me faz orgânico” – “Sobre liberdade e segurança” – “Diálogos?” – “Prós e contras” – “Filósofa é a minha mãe”.

Priscila Presley Moreira Costa. Goiânia/GO. “Pobre mulher Rica” – “Amor de infância” – “Enigmático Barulho” – “Luau de Ratos” – “Noite Traiçoeira” – “Visita ao Pão de açúcar”.

Rafael Farina. Bento Gonçalves/RS. “De canto de olho”.

Raquel de Castro dos Santos. Rio de Janeiro/RJ. “Silêncio” – “Estrada” – “Conexão” – “Teletransporte” – “Autoajuda” – “Preço”.

Raquel Machado. Brasília/DF. “Acabou” – “Até quando?” – “Meu gatinho” – “Coragem” – “O desejo” – “Paisagem”.

Reginaldo de Souza. Betim/MG. “Caroço de manga” – “Com toda certeza” – “Bela e Belinha” – “Analisando tudo” – “Consciência” – “Morte e óbitos”.

Regis José Amoretti Junior. Taquara/RS. “O candidato” – “Compulsão” – “Nada, de novo” – “Saudade”.

Renata de Figueiredo Vivacqua (Renata Vivacqua). Brasília/DF. “Disfarce” – “Segredo” – “Ela” – “Só” – “Espelho” – “Fim”.

Renato José de Oliveira (Renato Massari). Rio de Janeiro/RJ. “Despertar” – “Gota” – “Olhar” – “Morre”.

Renato Sarti dos Santos. Rio de Janeiro/RJ. “Milímetros” – “Mundo perdido”.

Sara Lilian Lima (Sara Lima). Cerejeiras/RO. “Recomeço” – “Solidão”.

Saulo José Silva da Silveira (Saulo Silveira). Passos/MG. “L'épiphanie” – “Amor” – “Dor” – “Monstros” – “A curiosa e no entanto pacata vida do Sr. Wallace” – “Eu”.

Sergio Luiz Stevan Junior (Stevan). Ponta Grossa/PR. “Nada” – “Loteria”.

Simone Martinelli. São Paulo/SP. “A cadeira”.

Sofia Reis Costa. Porto Alegre/RS. “Gestação”.

Suzana Tayer. Belo Horizonte/MG. “Devaneios”.

Talisson Silva Reis. Pará de Minas/MG. “Os devoradores de luz” – “Tempo”.

Tarik Matheus Ananko Ribeiro. Sengés/PR. “Ônibus” – “Partida”.

Tauã Lima Verdan Rangel. Mimoso do Sul/ES. “Mãe penitente” – “O grito” – “Despedida” – “Equívoco” – “Vulto” – “Vestido de noiva”.

Thais Nunes Figueiredo. ENDEREÇO INCOMPLETO. “Solidão” – “Espelho” – “O Amor Acabou” – “Céu” – “Renascer”.

Valdir Cesar Conejo Júnior (Valdir Cesar). São José do Rio Preto/SP. “Saudade arrependida”.

Victor Manuel Capela Batista (Victor Batista). Portugues. “A reunião” – “O Livro” – “O Surdo”.

Wagner Azevedo Pereira. Nova Iguaçu/RJ. “A vendedora”.

Waléria de Jesus Barbosa Soares. São Luís/MA. “Sinal vermelho” – “A inegável implicitude de ser” – “Apocalipse”.

Thamires Almeida Lima Hull Santana (Thami Hull). Jequié/BA. "Ser".

Contistas

que querem publicar:

Há espaço no livro! Ainda estamos

recebendo nanocontos

para apreciação até o dia 30/01

cn.novosescritores@gmail.com

CNNE – CONCURSO NACIONAL NOVOS ESCRITORES

Chamada à publicação

 

Concurso Literário de Nanocontos e Microcontos: CONTO MINIMALISTA 2020.

 

Edital / Regulamento

I – INSCRIÇÕES (Leia todo o edital antes de se inscrever):

Art. 1º – A participação neste concurso é gratuita (Leia o Art. 18º desse edital sobre a aquisição de exemplares do livro).

Art. 2º – A participação é permitida para todos brasileiros natos ou naturalizados brasileiros, maiores de 16 anos com texto em língua portuguesa e residentes em qualquer região do país. Menores de 16 anos somente com autorização dos responsáveis.

Art. 3º – A inscrição será realizada pelo site: www.cnne.net.br - no período de 15 de junho de 2019 a 30 de novembro de 2020, pelo formulário online disponível no próprio site.

Art. 4º – É vetada a participação de membros da diretoria e de membros da comissão julgadora do CNNE.

Art. 5º – Cada participante poderá concorrer com até 6 contos de sua autoria que deverão ser inéditos, ou seja, que ainda não foram publicados em livros.

Art. 6º – Os contos deverão ser enviados em um mesmo arquivo, formato doc. Word, com fonte Arial ou Times New Roman, tamanho 12, espaçamento de 1,5 e não deve exceder o limite de 200 (duzentos) caracteres, incluindo título, pontuação e espaçamento.  O título do conto é obrigatório e entra na contagem dos caracteres. 

Art. 7º – O formulário de inscrição devidamente preenchido deverá ser enviado juntamente com o(s) conto(s) para: cn.novosescritores+contominimalista@gmail.com.

Art. 8º – O tema é livre.

II – PREMIAÇÃO:

Art. 9º – Os contos selecionados serão publicados no livro Coletânea de Nanocontos e Microcontos - Conto minimalista 2020.

Art. 10º – Poderá ser classificado até 6 contos de cada participante para esta coletânea.

Art. 11º – Serão até 250 (duzentos e cinquenta) autores classificados, podendo haver o acréscimo de classificados de segunda chamada.

Art. 12º – Havendo insuficiência de contos selecionados necessários para compor o livro, a campanha será prorrogada.

Art. 13º – Inserção de destaque no livro para os 20 primeiros participantes classificados. Os demais classificados serão organizados por ordem alfabética.

Art. 14º – Prêmio Conto Minimalista 2020, para os 3 primeiros classificados:

a) Para o 1º colocado: 5 exemplares do livro, medalha e Certificado de Participação. Dispensa na compra dos 10 exemplares.

b) Para o 2º colocado: 3 exemplares do livro, medalha e Certificado de Participação. Dispensa na compra dos 10 exemplares.

c)  Para o 3º colocado: 2 exemplares do livro, medalha e Certificado de Participação. Dispensa na compra dos 10 exemplares.

Art. 15º – Para os demais classificados será concedido um Certificado de Participação.

III – COMISSÃO JULGADORA:

Art. 16º – Os contos inscritos serão avaliados por editores e especialistas da língua portuguesa e nas áreas da literatura, psicologia, psicanalise, teologia, filosofia, sociologia, antropologia e outras. A Comissão Julgadora terá autonomia no julgamento, que será regido pelos princípios de originalidade e criatividade. A comissão é soberana e não caberá recurso de suas decisões.

IV – RESULTADO:

Art. 17º – O resultado do Concurso será divulgado no dia 30 de Dezembro de 2020 pelo site: www.cnne.net.br e os autores selecionados serão informados pelo e-mail declarado na inscrição.

V – PUBLICAÇÃO:

Art. 18º – Cada autor classificado arcará com a compra de 10 (dez) exemplares do livro Coletânea de Nanocontos - Conto minimalista 2019, pelo custo de duas parcelas de R$ 219,00 (duzentos e dezenove reais).

Art. 19º – As duas parcelas deverão ser pagas via transferência ou deposito bancário nos dias, 20 de Fevereiro de 2021 e 20 de Março de 2021.

Art. 20º – Os exemplares e medalhas serão entregues no endereço informado na inscrição, até o dia 30 de Março de 2021, podendo ocorrer atrasos de até 07 dias para algumas localidades. 

Art. 21º – Em caso de inadimplência, o conto classificado poderá não ser publicado, e ganhadores premiados poderão não receber o prêmio.

Art. 22º – Serão confeccionados apenas 10 exemplares por cada autor. Autores interessados em mais de 1o (dez) exemplares deverão esperar o término da campanha para aquisição.

Art. 23º – Os casos omissos serão decididos em comum acordo, pela Comissão Julgadora e pela Comissão de Organização do Concurso.

Art. 24º – Não haverá publicação do livro, caso não haja contos suficientes para composição da Obra ou falta de recursos para confecção dos exemplares.

 

VI– DISPOSIÇÕES GERAIS:

Art. 25º – Ao se inscreverem, todos os candidatos aceitarão automaticamente todas as cláusulas e condições estabelecidas no presente regulamento. As inscrições implicam em plena concordância com os termos deste regulamento.

Art. 26º – Do julgamento apresentado pela Comissão Julgadora, quanto a qualidade dos contos selecionados, não caberá qualquer recurso, ficando esta medida adstrita às condições extrínsecas do concurso, dispostas nas cláusulas deste Regulamento, que será julgado pela Comissão de Organização do Concurso.

Art. 27º – O Concurso Nacional Novos Escritores detém todos os direitos de Publicação e Distribuição da obra e seu conteúdo. No entanto, os autores não perdem os seus direitos de publicação e uso de seus  trabalhos.

Art. 28º – Responda a todos os e-mails a partir do e-mail da inscrição, facilitando a comunicação no processo da campanha.

CNNE - Concurso Nacional Novos Escritores ® - Todos os Direitos reservados.